quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

CARNAVAL e fevereiro de 2015



Estamos num processo de transformação.

Aprendi a SOMA e trabalhei diretamente com seu criador, Roberto Freire, entre 1990 e 2002.

Num pequeno resumo desse processo, a SOMA era a aplicação da ECOLOGIA SUBJETIVA.

Me separei do Freire e de outros terapeutas e desenvolvi a SOMAIÊ e Te&So. Assim vinculei minha produção contínua/cotidiana além da ECOLOGIA SUBJETIVA pra ECOLOGIA SOCIAL. Isso abrange de 2003 a 2014.

Tirando o ano de 90, em que fui participante da técnica, passei por ciclos de 12 anos de produção com fases diferentes de início-meio-fim (aprendizado-maturidade-velhice).

Sinto, já por experiência, que entro numa terceira fase de pesquisa, na qual é a ECOLOGIA AMBIENTAL que entra pra fechar um processo (*).

Toda a teoria acontece desde o início do meu aprendizado, vinculando o ser individual num contexto social e ambiental. Isso acontece pra poderem acontecer inclusive as mudanças do primeiro nível que é o da E. SUBJETIVA.
Mas dentro da técnica, como um investimento permanente e prioritário, é com o adquirir de uma sede própria em Visconde de Mauá-RJ que entramos em definitivo na vivência prática da E. AMBIENTAL podendo ser aplicada à técnica individual, a Somaiê.

A virada dos primeiros 12 anos veio com a separação do Roberto Freire, a descoberta de Humberto Maturana e a criação da TE&SO (Teoria & Somaiê), que passou a ser a aplicação prática da E. SOCIAL na Somaiê.

Essas reflexões começaram em 2013 e 2014 (a partir da compra do terreno e pesquisa de novos caminhos, como a permacultura e autobioconstrução, alimentação e plantação, reciclagem e recompostagem). E se fortaleceram nesse encontro (esse blog) programado pra intensificar entre outubro de 2014 e março de 2015.

Tive o encontro de DEZEMBRO de 2014 como o primeiro de uma série de 4 pra fechar o que chamo de NOVA SOMAIÊ.

Veja aqui - http://solarium14e15.blogspot.com.br/2014/12/te-aterra-7-14-de-dezembro-de-2014.html

O encontro de JANEIRO de 2014, ficou no AR como expectativa e caminhos. Foi suspenso e será diluído nos dois próximos, de fevereiro e março.


Num processo em pesquisa, de adequar mais a programação às pessoas, esse encontro do carnaval não terá programação fechada, somente uma programação INDIVIDUALIZADA e definida na INSCRIÇÃO/chegada de cada um, entre 14 e 21 de fevereiro.



Teremos um encontro-continuação (deste C/Fogo) em São Paulo entre o final de fevereiro e início de março de 2015 com vivências de Somaiê e PES (Aya).

Veio o afastamento paulatino de quem ainda acompanhava o aprendizado da técnica (co-terapeuta e assistente), e continuo aprofundando essa pesquisa de mudar e como mudar.

Assim, mudo eu como pessoa e cotidiano, e convido a partir disso quem queira mudar junto e pegar a mesma onda...

Rui Takeguma, 12 de fevereiro de 2015, Vila Formosa/SP


* Este texto é mais facilmente compreendido por quem acompanha meus movimentos recentes, e que possui um pouco de conhecimento das 3 ecologias de Felix Guattari,  em que ele divide a ecologia.em 3 partes. Ao concluir essa pesquisa de mudanças até março, não pretendo publicar nada definitivo, por hora são diários de bordo como esse.